21 de abril de 2011

Ressaca de amores

Era um sorrir, que
Implementavas na minha existência!

É uma lágrima, que
Implementas na minha alma!


Já não voltarei, a
Colidir no mesmo espinho.
Um espinho? Sim,
Tuas pétalas já se perderam há muito.


És mais uma flor
Desenterrada deste meu jardim do amor.
Muitas como tu, já partiram há muito,
As outras, a enraizar continuam…


Foste mais um erro com uma desilusão acrescida!
Mas não tenho porque temer
Isto, só me faz crescer!

Agora tu?
Precisas muito de saber viver.
Ate agora, tens sido tu que do magoar
Tens saído vitoriosa...

Mas não te esqueças, toda
A nossa vida é constituída
Por ciclos… Quando ele rodar,
E chegar ate ti…


Vais recordar-te, de
Todas as minhas palavras…
E ai? Garanto-te, a tua dor
Será maior que a minha.

De: Diego Monteiro

2 comentários:

  1. por vezes , cometemos erros dos quais nos arrependemos profundamente . é pena é só darmos conta que são erros muito mais tarde (:

    adorei ! continua * beijinho

    ResponderEliminar