12 de junho de 2012

Uma triste verdade


Sorrindo…
Vou exibindo que sou forte...
Mas sozinho…
Na veracidade da minha fragilidade caio!

Agarro-me aos narcóticos,
Relaxam-me por um ápice...
Mas não resultam
Numa alma que se encontra tão distante!

Sinto-me sumido…
E o suicídio já arrisquei,
Mas a minha debilidade é tanta
Que nem um gatinho consigo espremer!

Morro em tristezas,
Numa almofada farta de me ouvir,
Pois as mágoas são tantas
Que só me quer ver é a descansar…

Acordo,
Um narcótico uso…
E na verdade concluo…
De so quero desaparecer!
De: Diego Monteiro

Sem comentários:

Publicar um comentário